sábado, 6 de julho de 2013

Estudante acusa faculdade de impedir sua matrícula porque fez manifestação contra a IES

Estudante acusa faculdade de impedir sua matrícula porque fez manifestação contra a IES
O estudante Fabrizio Santos de Oliveira, do curso de Fisioterapia da Unirb, sob a matrícula 201220475, faz uma denúncia contra a faculdade. Segundo ele, nesta sexta-feira (5), foi “impedido pela IES [Instituição de Ensino Superior] de renovar a matricula semestral sem nenhuma justificativa regulamentar”. Fabrizio de Oliveira afirmou que integra o diretório acadêmico da faculdade e participou recentemente de uma manifestação de estudantes na frente da Unirb. 

Ainda de acordo com o relato do estudante: “uma funcionaria de nome Roberta me informou que o setor estava impedido de fazer a minha matricula pela direção”. Em mensagem encaminhada ao BN, ele conta que “logo após a negativa da matrícula, fui encaminhado à sala da superintendente acadêmica (Regiane) da IES que estava acompanhada por duas funcionárias da instituição”, ao detalhar que “uma era responsável pelo setor financeiro, e a outra responsável pelo setor da secretaria”.  

De acordo com a nota de Fabrizio: “a superintendente relatou que não tem motivos, pois a IES não quer mais a minha permanência na mesma”

O aluno da Unirb, que demonstra indignação com a situação, acredita que teve sua matrícula rejeitada porque fez, com um “grupo de 500 alunos”,  uma “manifestação na porta da faculdade, pois descobrimos vícios da mesma. (irregularidades), aconteciam muitos assaltos, sequestro na porta da IES”, especula, ao declarar que está “em dia com a faculdade, passado em todas as disciplinas que me foram ofertadas”. O estudante diz que se sentiu “humilhado” e questiona: “é proibido se manifestar no Brasil?”

Portal Dayla.com/Camocim-Ce

Nenhum comentário:

Postar um comentário